$100 Milhões para encontrar ET

Ontem, dia 20 de Julho de 2015, numa conferência de imprensa na Royal Society, em Londres, onde há pouco mais de 100 anos  se proclamou que “máquinas mais pesadas que o ar, jamais voarão”, o físico Stephen Hawking anunciou que irá trabalhar em conjunto com o investidor Russo Yuri Milner, num projecto custeado em 100 milhões de dólares, que contará com o apoio da Universidade de Berkeley na Califórnia, e terá como objectivo a procura por vida extraterrestre.

Utilizando dois dos maiores rádio-telescópios do mundo, o financiamento permitirá adicionar a ajuda do “Automated Planet Finder” do Lick Observatory em San José, na Califórnia, na procura por sinais ópticos de laser de outros planetas.

A Universiadade de Berkeley irá construir dispositivos electrónicos de alta-velocidade e instrumentos de leitura de alta largura de banda, que irão permitir a recolha e análise dos dados ópticos e de rádio dos telescópios.

YouTube Preview Image

A questão que nós, na Exopolítica, colocamos é:

1. havendo milhares de casos de observação de objectos/fenómenos voadores não identificados;

2. havendo centenas de testemunhas dos mais diversos estratos da sociedade, em todo o mundo;

3. havendo vários artigos e estudos científicos publicados, que apontam para que alguns ovnis possam ter origem extraterrestre;

porque é que todos estes factos continuam a ser ignorados, e se opta por gastar 100 milhões de dólares para tentar encontrar ecos longínquos de extraterrestres?

Custa-nos um bocado aceitar/entender esta estratégia…